segunda-feira, 10 de maio de 2010

DEUS-MÃE

Propositalmente, escrevo sobre mães após há segunda semana mais consumista do ano.
(Até minha esposa queria ganhar presente... sendo que só temos um cachorro!).
Lamentavelmente, muitos se lembrarão de suas mães somente daqui a um ano;
Outros só lhes darão flores se elas morrerem;
Outros ainda, receberão visitas somente se estiverem doentes.
Esse nosso mundinho comercial se tornou muito chato, não acham?!

No Domingo das Mães, uma das pastoras da Igreja Batista Boas Novas, encantou e hipnotizou as pessoas com sua voz e mensagem. Sem gastar um centavo; sem impressionar com grifes; ela simplesmente colocou as mães nos seus devidos lugares: ao lado de Deus!
Somente quando olhamos para as mães é que entendemos Deus! E, respeitosamente, podemos dizer que Deus é uma mãe. Ele é o nosso Deus-mãe.

Por isso, acredito que se existe um dia especial para as mães, é porque os demais dias do ano são todos para nós: Filhos. Filhos de um Deus tão amoroso, incondicional, protetor, amigo e mais um milhão de etc.

Minha mãe, dona Iara Machado da Cruz, foi uma das principais formadoras de meu pensamento bíblico-divino. Foi através de seu sofrimento com meu sofrimento que comecei a entender que me amava apesar de mim mesmo. Igualzinho a Deus!
Quando eu estava com a idade de 8 anos, os médicos desistiram de mim! Ela não!
Foi essa frágil-forte mulher que passou a madrugada aos prantos clamando pelo Deus curador;
Foi essa pequena gigantesca mulher que sensibilizou o Médico dos médicos a não só me dar a vida, mas me ensinar a viver!
Hoje, não existo para evitar que outros morram, mas existo para que outros saibam como viver; porque um dia o Deus-mãe se revelou a mim através de minha mãe.

A todas as mães neste mundão de meu Deus, felicidade e força sempre; e a minha querida e inspiradora mãe, o meu muito obrigado!

Em Cristo,
Kiko, o filho da Dona Iara.


PS: Sou o que sou - e ainda serei mais - por causa tua, mamãe. Te amo!

Nenhum comentário: