terça-feira, 28 de abril de 2009

Milagres, são ou não são?!

Em meus tempos infantis e inocentes, fui acometido de uma doença gravíssima, a ponto dos médicos prepararem meus pais para o pior. Seu Haroldo e dona Iara ao saberem que o pior era o pior mesmo, colocaram-se em oração; rosto no pó, ao pé da letra, buscando alguma esperança. Essas orações atravessaram a noite e em meio as lágrimas e soluços dos desesperados, eu chorava percebendo que o meu fim estava próximo, os meus pequenos sonhos estavam por acabar mesmo antes de dar lugar aos grandes. Nada mais comovente que uma mãe mostrar as lágrimas de velório para o filho que ainda não morreu. Eu conheci essas lágrimas!

Pois bem, o milagre chegou, os médicos questionaram, meus pais vibraram e eu ganhei uma super ilustração para me acompanhar nos púlpitos desse Brasil até o dia em que a morte conclua o seu trabalho.
E não foram poucas as vezes que apresentei essa história como argumento para dizer que Deus tinha – e tem – um plano com a minha vida.
Também já pensei – e preguei – que o milagre foi resultado da importunação santa de meus pais e parentes.
No entanto, aos meus 30 anos, mesmo sem deixar de pensar nas duas possibilidades anteriores, analisei por um outro ângulo... o ângulo divino! Pensei nos pais que perderam seus filhos para o câncer; ou a fome que matou outros; ou ainda a desigualdade étnica que prendeu o negro inocente... e em tudo isso, imagino que, se continuar pensando que Deus fez um milagre para mim, porque não fez um milagre para eles?! Seria eu melhor que eles?! Meus pais oram melhor que outros pais?!

Revendo todos os milagres bíblicos, os contemporâneos e os não-milagres só posso ter uma conclusão lógica:
Os milagres tem uma finalidade:
- Autenticar que Jesus Cristo era o Messias!
O que explica tantos milagres bíblicos e tão poucos contemporâneos. Hoje, todos já sabem disso, e por isso, estes deixam de ser doutrina para serem puramente graça e misericórdia divina de quem Deus quiser ter misericórdia!

Você deve estar se perguntando: “E os milagres da igreja de hoje?”

Respondo com um desafio:
Eu o desafio a me mostrar três grandes milagres dos quais você conhece as pessoas, que sejam próximos a vocês; depois, vamos pegar o milagreiro e levar para uma das filas do SUS e pedir para que todos sejam curados!
Aceita???

Em contrapartida, imagine uma instituição comprometida em mostrar Deus ao mundo caótico; uma comunidade onde Deus é presente quando os pais são ausentes; um lugar de paz em meio as lágrimas de tristeza...
Esse lugar é a Igreja de Cristo cumprindo seu propósito: Fazer milagres!

Em Cristo,
Kiko

Nenhum comentário: