segunda-feira, 30 de março de 2009

ICE MEN

Havia um amigo no seminário de uma criatividade incrível, a ponto de trocar o nome de um outro colega! Isso mesmo, este último, era a indisposição em pessoa, seu cenho estava sempre fechado, lembrava, nas poucas vezes que falava, o Zangado dos 7 anões, e quando fazia graça, era um humor negro. Este colega, ficou conhecido como ICE MEN, o homem de gelo!
Hoje, aconteceu-me algo bem inusitado, algo que fez-me sentir um pouco ICE MEN. A história é a seguinte:

Minha irmã pediu para que eu visse uma foto no orkut dela, no mesmo tempo abri uma outra tela, e sem temores visitei a página e vi duas imagens que modificaram meu dia, meus pensamentos e sentimentos. Passei a lutar veemente contra as lágrimas, como se elas fossem minhas inimigas mortais. No silêncio e solidão de meu quarto de estudos, esforcei-me para não desmanchar, para continuar forte, valentão, machão, Ice Men.
Então, fui assaltado pela pergunta simples: Por que?
- Por que insistimos em mostrar o que não somos?!
- Por que as pessoas Ices são mais fortes e resistentes?!
- Quem disse que entrega aos sentimentos é sinônimo de fraqueza?! (Adolf Hitler?!)

Pois, eu me entrego, entreguei-me! Se lamentar e chorar é sinônimo de fraqueza, então sou um rato!
Chorei!
Lamentei o tempo perdido!
Senti-me sem força!
Abandonei capa do Ice Men!
Relembrei que lágrimas são quentes e salgadas!

Amigo Ice Men, você que se acha um super herói porque não se entregar aos sentimentos por medo de ser sua criptonita, atente para esses conselhos:
**Procure um album de fotos em antigas e entre nelas! E lá, brinque com seus carrinhos favoritos, com homenzinhos verdes-oliva, com o cachorro Tobi. **Brinque de esconde-esconde, de polícia e ladrão. **Chore! Chore enquanto abraça o pai e beija a mãe. **Lembre-se! Lembre-se da ausência de contas, ausência de metas, ausência de chefes e colegas traíras...

"O que eu ganho com isso?" (Pergunta de Ice Men)
1. Um banho delicioso, quente e revigorante de lágrimas.
2. II Co 12.10: "Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte".

Em Cristo,
Kiko

Ps: A Imagem

quarta-feira, 18 de março de 2009

Neste Pouco Tempo

Dezoito de Março de 2009.
Há três ano, na PIB Santa Maria, eu recebia a oração e consagração ao ministério pastoral da Igreja Batista. Dia inesquecível; dia de lágrimas; dia de vitória; dia de orgulho. E o tempo passou, ou melhor decolou e pousou aqui e agora com várias lições neste pouco tempo.

Neste pouco tempo, foi o bastante para olhar para minha história e perceber que passei toda ela transitando pelos corredores clericais, onde vi algumas maravilhas sobrenaturais, e alguns charlatanismos naturais; e entendo que “faz parte”. Já nem tenho ligado e me estressado tanto com os dentes de ouro, os emagrecimentos e ternos voadores. Faz parte!

Neste pouco tempo, também aprendi o valor incalculável da audição. Pastor não deveria falar tanto, pois mais cedo ou mais tarde, tudo será usado contra nós. As pessoas ainda preferem nos ver como seres angelicais, que dormem em bolhas e que Deus conversa todos os dias na viração do dia.

Neste pouco tempo, observei que todos os que querem mudar – e melhorar – o mundo devem estar cientes de que é necessário morrer; morrer de fome, de frio, de pobreza, ou até mesmo na cruz. Com sorrisos plásticos só mudamos nossas contas bancárias.

Neste pouco tempo, aprendi a sonhar sozinho pois amigos são raros, em contrapartida as traíras... misericórdia!

Neste pouco tempo, pensei em desistir. Nada como trabalhar um dia inteiro, bater o cartão e ir para casa tomar um chimarrão com a esposa. Não é fácil ter que ser perfeito, e por dentro ter que ser normal!

Neste pouco tempo, aprendi as dores das quedas, e também experimentei a delícia de ser levantado pelas mãos furadas.

Neste pouco tempo, aprendi que “milagres acontecem quando de joelhos estou”.

Neste pouco tempo, aprendi que pastores não podem escrever textos como estes, é incomodo na certa! Mas, também aprendi...:
“O incomodado que se mude
Eu tô aqui prá incomodar”

Viram?! Neste Pouco Tempo eu aprendi muita coisa.

Em Cristo,
KIKO

sábado, 14 de março de 2009

O Céu de Bronze

Isaias 59.1
“Vejam! O braço do Senhor não está tão encolhido que não possa salvar, e o seu ouvido tão surdo que não possa ouvir”.

Tenho pensado nesse Deus anunciado por Isaias em contrapartida ao Deus que sirvimos em nossos dias; que Deus – aparentemente – situado em um céu de bronze! Um céu onde não pode nos ouvir nem salvar.
Não são poucas as pessoas que tem se sentido carente de Deus! Que geração carente da voz de Deus!
Onde está o problema? No céu de bronze???
Não é o que os próximos versículos nos ensinam!!!

Vr 2
“Mas as suas maldades separam vocês do seu Deus; seus pecados esconderam de vocês o rosto dele, e por isso ele não os ouvirá”.
O que esse texto ensina é que nós fizemos o céu de bronze aqui para baixo, ou seja, Deus continua do mesmo jeito, e nós do mesmo jeito dos velhos israelitas: pecadores.
“Mas todos são filhos de Deus!”; “Deus sabe todas as coisas”; “A voz do povo é a voz de Deus”; “Se não foi agora é porque Deus sabe”...
Desculpas esfarrapadas, quando na verdade o silêncio de Deus é causado pelo:

Vr 3-4
- “mãos manchadas de sangue”: Deus ouve assassinos por palavras?!
- “dedos de culpa”: Deus ouve apontadores de cisco e portadores de lixo nos olhos?!
- “língua murmura palavras ímpias”: Deus ouve “irmãos” que se reúnem após os cultos para tirar onda do pastor da igreja?!
- “ninguém pleiteia sua causa com justiça”: Justiça? Quem é doido em falar nisso em pleno século XXI?!
- “apóiam-se em argumentos vazios e falam mentiras”: Fala-se qualquer bobagem em nome da boa reputação e dos louros da fama.

E, você, caro leitor, sabe que é verdade, e mesmo assim quer acreditar que o céu está lacrado pelo lado de cima?! Analisando bem, será que não fomos nós que lacramos e o tornamos de bronze, impenetrável, pelo lado de baixo?!

O que fazemos para romper o bronze?
Vr 20.
“O Redentor virá a Sião aos que em Jacó se arrependerem dos seus pecados”.
Você está disposto a romper com o bronze de seus pecados e parar com o lixo que tem soltado por aí?!
A decisão é sua!
As mãos e ouvidos de Deus estão lhe esperando, mas primeiro abra o céu de bronze que você fechou!

Em Cristo,
KIKO