quarta-feira, 30 de julho de 2008

A PARÁBOLA DOS TALENTOSOS

Lc 19.11-22

- “Não vejo a hora de me aposentar e assim ter mais tempo para Deus!”;
- “Eu queria poder servir mais na igreja!”;
- “Meus filhos não querem vir aos cultos, só se interessam por ações sociais!”;
- “Eu ainda vou trazer a minha mulher à igreja, para podermos servir juntos ao Senhor!”.

São frases bem intencionadas (às vezes!), mas, aos olhos eterno do Eterno, não querem dizer muita coisa. A nós impressiona bastante. Chamamos de desviados todos aqueles que não vêm a igreja regularmente, ou então aquele que está fumando ou bebendo. Firme, para nós, são aqueles que estão dominicalmente marcando presença, ofertando, saudando as pessoas, fazendo graça... mas, não temos a mínima idéia de como ele é no trabalho, como é subordinado, chefe, sacerdote do lar, amigo, pagador de contas. Isto, que de fato é importante, não muito nos interessa, mas voltemos as frases bem intencionadas e o texto em questão.

Jesus está contando uma história para que o povo entendesse que o seu Reino não seria estabelecido de imediato, ou seja, que ainda muitas coisas aconteceriam debaixo dos céus. Por isso, deixa explícito que sempre é tempo; tempo de chorar e rir, cair e levantar, perder e ganhar! Sempre é tempo! Sempre é tempo de usar aquilo que Deus colocou em suas mãos para usar. Trabalhar os dons e talentos naturais da sua vida.
Esses homens da história de Deus fizeram uso diferente do que receberam dEle. E o que recebeu menos foi o que menos produziu. E eis aqui uma grande verdade em nossos dias!
Acreditamos que somente especiais são aqueles que estão trabalhando na igreja, e portanto, pensam as pessoas: “devo me esforçar para ser um pastor; um missionário; ou um músico; ou um porteiro; um líder de qualquer-coisa... porque esses têm entrada direta nos céus”. Ledo engano!
Deus nos capacitou com pelo menos um dom. Um dom especial para ministrarmos a outros, e por estes outros sermos ministrados por Deus!

Assim, cancelemos em nós esses sonhos de ser super crentes somente quando estivermos trabalhando na igreja, pois o que faremos lá? (Por mais importante que seja trabalhar na igreja!). Mas, vamos fazer o que lá na igreja?! Sermões?! Compor músicas?! Limpar cadeiras?! (Lembrando: Isso é muito importante, mas não é tudo!). E fica aqui a pergunta:
- Quem vai evangelizar o seu patrão?
- Quem vai ser uma referência para seus subordinados?
- Quem vai fazer um tratamento dentário e receber um suporte para alma cansada de viver?!
- Quem vai levar Jesus aos atletas?! Às Olimpíadas?!
- Quem vai entrar na casa da madame depressiva?!
- Quem vai entrar nas salas de aula e no mundo dos mestres do ensino?!

Temos, como corpo de Cristo, muitas coisas para fazer... muitas! Não enterre seus talentos, desejando os talentos dos outros. Pegue seus dons e vá viver! Desenterre suas preciosidades e vá a luta! Se seu chamado é para o Pastorado, aleluia! Vá estudar e se preparar. Porém, se não for, não fique querendo ser um a força, vá ser um bom dentista, um bom poeta, um bom advogado, um bom mecânico, uma boa administradora do lar, uma boa mãe, um bom pai, um bom filho, um bom aluno.... enfim.... vá fazer lucrar os seus dons e talentos.

Quem tem ouvidos para ouvir ouça:
“Precisa-se de gente talentosa!”.
Oh, é com você! Termine este texto e vá viver os sonhos de Deus para você!

Em Cristo,
Kiko Machado.

VALEU!

Agradeço a todos os leitores e amigos que têm visitado e desfrutado dos pensamentos alados. Desejo que Deus possa estar abençoando-os (e é por isso que escrevo!).
Sintam-se sempre a vontade para dar a famosa "espinhadinha básica".

A todos vocês o meu agradecimento e alegria de poder compartilhar algumas coisas de Deus.

Ah, e antes de encerrar, fiquem a vontade para comentar, a opinião de vocês é de grande valia para mim.

Obrigado!
Que Deus lhes abençoe!

Em Cristo, a rocha viva
Kiko Machado.

sexta-feira, 25 de julho de 2008

O EVANGELHO FAZ-DE-CONTA

Hoje, fui assaltado em minha cama pela elite dos pensamentos alados.
E gostaria de compartilhar tais pensamentos para que você, amigo – ou não amigo – leitor, acompanhe-me em meus vôos matutinos e talvez até se perca em meus rasantes delírios.
Algo que sempre me intrigou foi assistir mentalmente Jesus entrando no Templo e “quebrando” tudo; surtando; chutando o balde; ou seja lá qual for a expressão para alguém que, aparentemente, sai de si e toma algumas providências cabíveis e necessárias. Hoje, fui tomado do pensamento do porquê Ele fez o que fez somente aos trinta anos de idade... como foram as suas entradas anteriores?! Por que somente aquela altura do campeonato?! Então, vamos aos textos...
- João 2.13-16: Jesus viu o povo vendendo e comprando, trocando dinheiro e tudo mais que fazem os negociadores. Fez um chicote e expulsou a todos sobre as seguintes palavras: “Tirem essas coisas daqui! Parem de fazer da casa de meu Pai um mercado!”.
- Mateus 21.12-13: Aparentemente, ao fim do seu ministério, Jesus entra no pátio do Templo e novamente lá estão os cambistas e a sua colocação é: “A minha casa será chamada casa de oração, mas, vocês estão fazendo dela um covil de ladrões”.
Sou da linha teológica de interpretação que crê em duas entradas em tempos diferentes, uma no início de seu ministério e outra no final como apontam os textos, e não quero me ater aos porquês, apenas gostaria de estabelecer as questões e possíveis respostas através desta suposição.

Voltando a pergunta supra citada: Porque dessa atitude de Jesus neste momento da história? Ou nesses momentos da história? E, os outros trinta anos que ele entrou e saiu do templo? Porque não tomar essa atitude lá quando era um garoto, ou um adolescente? Porque esperou tanto tempo, afinal de contas já estava quase para ser morto?!
Eu pergunto e eu mesmo respondo:
- Porque há tempo para tudo debaixo do céu!
- Porque Jesus sabia a hora de calar... e a hora de agir!
- Porque Jesus sabia que um passo em falso fora de seu tempo apropriado, poderia dificultar as coisas no futuro.
- Porque Jesus era – e é – demais!

Fui dormir com uma vontade de expulsar cambista do templo!!! Fui dormir com uma sensação de falhar com a Casa de Deus. Fui dormir com uma vontade imensa de expulsar cambistas do lugar onde deveriam ser feitas orações ao Deus vivo e ser a voz dEle. Fui dormir mal. Triste. Chateado. Na verdade, não sei nem se fui dormir literalmente. E por isso, meu despertar foi adiantado.
Quero gritar “chega” ao Evangelho Faz-de-Conta:
- “Estou orando por você!”;
- “Você é mais que vencedor!”;
- “Você precisa evangelizar, porque eu evangelizo, eu faço e aconteço... e você aí com essa cara de desanimado!”;
- “Todos na minha igreja são uns lixões de evangelistas, só eu e meus filhos que prestamos”.
No Evangelho Faz-de-Conta, os evangélicos fazem promessas e não cumprem; dizem que vão orar e nunca oram nem por eles; neste evangelho, que não é o mesmo de Jesus, esses evangélicos fazem e dizem o que lhe apraz o coração, apesar de jurarem que são guiados por Deus; eles mentem! Eles inventam histórias para parecerem espirituais! Eles são o seu próprio evangelho... um Faz-de-Conta só!
O evangelho Faz-de-Conta escraviza, mesmo eles pregando a liberdade de Jesus.

Estou chicoteando? Estou expulsando? Estou explicando sobre a Casa de Deus e seus cambistas?
Em absoluto!
Estou apenas preparando o chicote; estudando os argumentos; preparando o terreno.
Estou entendendo que há tempo para tudo debaixo dos céus. Gostaria de fazer isso tudo hoje, agora?! Claro que sim! Porém, vou continuar indo no templo, pregando o que for possível, conversando com os Mestres da Lei, e deixar que eles pensem que sou apenas uma criança prodígio. Vou levando! Mas, a verdade, é que esse é texto profético, um texto que pouco vão ler (agora), mas um dia será um texto base para pensadores que hoje são jovens e sentem o mesmo que eu. Hoje é hoje. E hoje ainda não é o tempo, porém, quem vai saber, os próximos textos já não serão um chicote?!

Evangelho Faz-de-Conta. Foi contra esse que Jesus lutou toda a sua vida, logo, eu serei contra enquanto tiver vida!

Sl 69.9 “O zelo pela tua casa me consumirá”.

Em Cristo,
Kiko Machado.

terça-feira, 22 de julho de 2008

DEUS AINDA FAZ MILAGRES!... AMÉM!

Era uma vez,Uma menina sonhadora...
E geralmente, os sonhadores são os que mais precisam de força e de esforçar-se, pois somente sonha quem tem pouco da realidade para desfrutar.
A sonhadora desejava alçar vôos que a levassem para fora do mimetismo existencial que a cercava, para isso, olhou para o mundo universitário, para diplomas e formaturas. Eis um alvo a atingir, eis um alvo grande... importantes: Sonhadores sonham sonhos grandes!
Cursinho, estudos da madrugada, mensalidades altíssimas, trabalho diário, carteira assinada, cartão ponto, namorado, e... sonhos, muitos sonhos. Nada anormal na vida de pessoas que se determinaram a conquistar horizontes além do alcance de suas limitadas vistas.
Veio o vestibular, vieram as provas, vieram as noites sem dormir, vieram os novos amigos, vieram professores e tudo que vem antes de uma meta ser alcançada, e por isso, não podemos deixar de apontar os problemas, as contas, a vontade de passear no shopping, o cansaço do domingo à tarde, a sonolência da segunda à noite, e vários etc problemáticos.
A proximidade da concretização.
Por incrível que pareça, nesta fase é que a dor aumenta e os problemas multiplicam. Neste ponto, assinalamos a escassez de dinheiro, a vontade de amar, o senso de solidão, o desespero do descaso, a voz emudecida, e ouvidos ensurdecidos.
Chega!”.
Grita a alma da sonhadora como que se quisesse se libertar dos próprios fatos que a levaram até ali.
Então, como em todos os visionários, aqueles que vêem o que ninguém imagina, Deus passa a agir! Deus não trabalha com fracotes, Deus ama criativos, ousados, espertos e ligeiros! Deus começou a se mover! Deus levantou seus ungidos para responder a uma alma gritante. Deus se levantou para mover o sobrenatural. Deus se levanta! Deus ainda faz milagres!
Para quem imaginava concluir um sonho na média, não esperava que fosse ser tão boa e especial para tangenciar (e tangenciar mesmo) a nota máxima (9,5)!

O sonho se concretizou.
A Sonhadora se tornou o próprio sonho.
Deus ama sonhadores.

Deus ainda faz milagres!
... Amém!

Em Cristo,
Kiko Machado.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

O RETORNO

Após muitas luas sem palavras, volto a compor aquilo que é sonho dos pensadores e escritores.

Aqui, volto a relatar experiências, sonhos, metas, planejamentos, críticas e sugestões para um mundo mais brilhante da glória de Deus.

Também, deixo aberto para suas colocações - oportunas ou não - e tb deixo claro a possiblidade de aceitar ou não as suas palavras.

Agradeço a todos que lêem e convido-os a temporalmente estarem visitando e sendo agraciados, de alguma forma, este blog.

Que Deus abençoe a todos (se Ele quiser , é claro!)

Em Cristo,
Kiko Machado.