sexta-feira, 9 de novembro de 2007

OLHOS INQUISITÓRIOS

Três textos importantes:
1. “Então os fariseus saíram e começaram a conspirar com os herodianos contra Jesus, sobre como poderiam matá-lo”. Mc 3.6.
2. “Os chefes dos sacerdotes e os mestres da lei ouviram essas palavras e começaram a procurar uma forma de matá-lo, pois o temiam, visto que toda a multidão estava maravilhada com o seu ensino”. Mc 11.18.
3. “Irmãos, enquanto estamos preocupados com piercings e tatuagens, uma enormidade de jovens e adolescentes sem estas ‘marcas’, dentro da igreja, estão indo para o inferno. Não atentemos tanto para esses sem nos preocuparmos com as almas desses, preocupemos-nos em ter – e ser – jovens santos e comprometidos”. (Pr Kiko Machado)

Esta última foi uma colocação feita em um dos congressos no qual eu pregava, e ao término dela conheci os olhos farisaicos, os olhos medievais, os Olhos Inquisitórios.
Um irmão – não, um líder – me chamou e disse coisas horríveis, caluniosas, difamatórias e inquisitórias por causa dessa colocação. Alguns dias depois, em um outro congresso, o pastor daqueles olhos inquisitórios me conheceu e, sem palavras, explicou-me a razão de ser de seu liderado. Ao sermos apresentados, ele disse:
- “Você é o ‘tal’ pastor Kiko?!”.
Sabe o que havia em sua face?
Dois olhos... dois olhos que pareciam que iam me engolir; dois olhos que pareciam dissecar a minha alma; dois olhos exterminadores.
Tudo porque estou mais interessado em almas vivas, do que em piercings e tatoos.

Em contrapartida, fico feliz porque Jesus também sofreu debaixo destes olhos, olhos da ignorância, da cegueira, do não-avivamento... e mesmo assim, ele preferiu suportá-los.
No primeiro texto – Mc 3.6 – Jesus estava sob ameaça de morte pelo fato de ter curado um homem com mão atrofiada... no Sábado!
No segundo texto – Mc 11.18 – Jesus derrubou mesas e cadeiras do Templo, porque o que era para ser uma casa de oração era um amontoado de raposas diabólicas!
Eu estou longe de ser igual a Jesus; mas os Olhos dos Fariseus são os mesmos!

Em um desses dias, ao visitar meus pais, minha irmã (Ariane Machado) falou o quanto admira meus textos.
Admirar!”. Creio ser a antítese aos olhos inquisitórios.
Admirar!”. Parente próximo de elogiar.
Admirar!”. Ato visto na face de Jesus enquanto sofria sob olhos inquisitórios.

Um reconhecimento faz um bem as almas; enquanto os olhos inquisitórios as matam!
Assim, meu amigo leitor, pegue o telefone e “admire” alguém!
Corra até sua esposa e reconheça algo de importante nela!
Mãe, leia mais duas frases do texto e procure seu filho para abraçá-lo!
Filhos, diga a seus pais que eles são os melhores.
Faça isso, hoje ainda, agora se possível, pois os olhos inquisitórios-caluniadores-difamatórios-farisaicos estão em muitos lugares e eles podem matar! Já mataram gente importante... já mataram nosso Deus!

Pr Kiko Machado.

Nenhum comentário: