terça-feira, 9 de outubro de 2007

O Poder dos Incrédulos

Mt 13.53-58
53 Tendo terminado de contar essas parábolas, Jesus saiu dali. 54 Chegando à sua cidade, começou a ensinar o povo na sinagoga. Todos ficaram admirados e perguntavam: "De onde lhe vêm esta sabedoria e estes poderes miraculosos? 55 Não é este o filho do carpinteiro? O nome de sua mãe não é Maria, e não são seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas? 56 Não estão conosco todas as suas irmãs? De onde, pois, ele obteve todas essas coisas?" 57 E ficavam escandalizados por causa dele. Mas Jesus lhes disse: "Só em sua própria terra e em sua própria casa é que um profeta não tem honra". 58 E não realizou muitos milagres ali, por causa da incredulidade deles.

Sou do tempo de acreditar em maravilhas dos céus!
Sou velho!
Sou um velho jovem com esperança de ver o invisível!

Ultimamente, tenho me deparado com o questionamento sobre o que está além do natural, sobre aquilo que não podemos ver, sobre aquilo que tem se visto nos lugares onde Cristo é profundamente amado.
Conversando com meu pastor mentor outro dia, ele dizia que os milagres estão acontecendo, paralíticos têm andado, cegos visto e surdos ouvido... até mesmo os que já partiram tem sentido novamente o fôlego em seus pulmões. E então, minha pergunta angustiada e desejosa por resposta foi...:
- “Onde?! Quando?! Como?!”.
E a resposta não era a que esperava:
- “Nos lugares aonde as câmeras, fotógrafos e telejornais não chegam”...
- “Os milagres têm acontecido lá no interior da África, nas igrejas subterrâneas, nos lugares secretos”.
A pergunta óbvia era – e foi:
- “Por quê? Qual a diferença?”.
- “Porque o amor é sobrenatural!”.

Amor!
Acredito que incredulidade é contrário ao amor e amigo do orgulho.
Creio que amor é a fonte do poder.
E também creio que pouco amor, muita incredulidade é igual ausência do sobrenatural de Deus.

Assim, enquanto ficarmos admitindo pessoas que falam amar a Deus, mas fazem coisas contrárias a sua voz, também continuaremos admitindo – sem falar – que não queremos de fato, os milagres de Jesus!
Enquanto, aceitarmos que não podemos “fazer” as pessoas adorarem, continuaremos dizendo – sem palavras – que somos incrédulos, e no meio da incredulidade Deus não age.
Creio que Deus procura adoradores e não expectadores!
Creio que Deus procura sinceros e não observadores!
Creio que Deus procura lugares para agir sobrenaturalmente e não lugares de shows humanos.

Creio no poder de Deus e no poder dos incrédulos.
O poder de não deixar acontecer!

Pr Kiko Machado.

Um comentário:

Jade disse...

gostei do blog...muito tri bejus